image_pdfimage_print

Unidade ressalta a preocupação socioambiental com o entorno do CTM

Fátima Loroza, do NGS, Chefe de Gabinete, Vânia Buchmuller, o diretor de Administração e Finanças da Asfoc, Alcimar Batista, o Coordenador de Comunicação e Eventos da unidade, Rodolfo Carvalho, o Presidente do Sindicato, Paulo Garrido, Magali Portela e Jacob Portela, do NGS, e o Coordenador da Cooperação Social da Fiocruz, Leonídio Madureira

O start foi dado e a primeira parte da revitalização da Praça Guaranys foi inaugurada no dia 06 de outubro. Com a alegria das crianças, a gratidão das famílias do entorno e o comprometimento dos parceiros, o colorido dos brinquedos e das plantas substituiu o lixo e o abandono que antes marcavam a região.

Através dos projetos Se essa rua fosse minha, de Farmanguinhos, e Rio Novo Olhar, da Comlurb, foi feita a limpeza do espaço e criado um ambiente de convivência, proporcionando lazer e conforto, com brinquedos, bancos e mesas, plantas e ainda, uma geladeira literária. A chefe do Núcleo de Gestão Social (NGS) de Farmanguinhos, Magali Portela, destacou a importância da ação na vida dos moradores. “Essas crianças terão a oportunidade de plantar, de ler, de brincar, de serem crianças. É uma chance de ver outra realidade que não seja arma e drogas. Era um espaço desejável, porque as crianças não tinham um lugar para lazer e brincavam na rua, sujeitos à exposição da violência, ou ficavam presas em casa. As famílias estavam satisfeitas”, contou Magali.

Alguns lanches foram oferecidos pela empresa do restaurante de Farmanguinhos, Vida Light, como cachorros quentes, algodão doce, pipoca, refrigerante e água. Além disso, a ONG Brincando na Praça garantiu os sorrisos da criançada com a pintura facial, desenhos no papel e design de unhas. A alegria musical ficou por conta da apresentação de percussão dos garis, que abordaram a conscientização do lixo, de forma lúdica e divertida.

Magali ressaltou que o brinquedo que fez mais sucesso foi o roda-roda, sendo mais procurado que o balanço. Mas para ela, o bonito de se ver foi o sentimento de pertencimento, comprometimento e cuidado com o novo espaço. “Um morador que é jardineiro fez uma belíssima ação e buscou algumas plantas em sua residência e doou. Além da gentileza, ele ainda deixou seu afeto e se comprometeu em cuidar das plantas”, lembrou emocionada.

Outro destaque é a geladeira literária, que através de doações, disponibilizará livros infantis e infanto-juvenis para o acesso das crianças. O NGS iniciará uma campanha de doação na instituição, para arrecadar gibis, mangás e livros literários. Quem puder contribuir, basta entregar a doação na sala do NGS.

Vida Light, parceiro do evento, doou cachorro quente, pipoca, algodão doce, refrigerante e água para o público presente

Esta linda festa foi somente a primeira etapa do projeto. A intervenção na outra parte da praça, a iluminação em todo o local, a educação socioambiental e um corredor cultural são algumas das próximas ações. Durante a inauguração, Magali verificou a necessidade de olhar para as crianças maiores e surgiu um novo desafio: inserir redes e quadras para incentivar o esporte. Além disso, o apoio financeiro dos parceiros é fundamental, para a preservação e manutenção do espaço.

Magali agradeceu o envolvimento dos apoiadores. “A contribuição e o empenho dos parceiros foi essencial para que a intenção saísse do papel. O Projeto Novo Olhar foi o casamento perfeito. Foi uma parceria muito grande, um convencimento, um sentimento de querer fazer o melhor. A Asfoc nos ajudou muito e financiou todos os materiais usados. A Dimensional Engenharia e a ONG Teto também apoiaram”, afirmou. É importante ressaltar que a equipe da Comlurb de operação local se comprometeu a deixar um gari fazendo a limpeza diária da praça.

Jussara Macedo, responsável pelo Projeto Novo Olhar, da Comlurb, falou sobre o programa que através de parcerias com empresas privadas faz a revitalização de espaços urbanos. “O Rio Novo Olhar leva arte para as ruas, com o auxílio dos garis artísticos. Focados na sustentabilidade, reaproveitamos pneus, pallets, troncos de árvores, que caem com a chuva e raios, e transformamos em mobiliários públicos, como bancos, mesas, pergolado e brinquedos. Vivemos um momento difícil, com grandes dificuldades na prefeitura, mas com as parcerias podemos realizar grandes ações urbanas. Tendo criatividade e boa vontade”, alertou Jussara.

Estiveram no evento, a Chefe de Gabinete de Farmanguinhos, Vânia Buchmuller, o Coordenador de Comunicação e Eventos da unidade, Rodolfo Carvalho, o Coordenador da Cooperação Social da Fiocruz, Leonídio Madureira, o diretor de Administração e Finanças da Asfoc, Alcimar Batista, e o Presidente do Sindicato, Paulo Garrido. “Assim como já fazemos nos territórios de Manguinhos e da Maré, a Executiva Nacional da Asfoc entende como missão apoiar iniciativas como essa. Parabenizamos todos os envolvidos. O Serviço público trabalhando para atender às demandas sociais da população”, afirmou Paulo Garrido.

Fotos: Fátima Loroza e Rodolfo Carvalho