image_pdfimage_print


Somos essenciais para o Brasil

Fundado em 1976, o Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/ Fiocruz) é uma unidade técnico-científica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que atua de forma multifacetada nas áreas de educação, pesquisa, inovação tecnológica e produção de medicamentos.

Considerado o maior laboratório farmacêutico oficial vinculado ao Ministério da Saúde, o Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz) é mais do que uma fábrica de medicamentos, é um verdadeiro Instituto de Ciência e Tecnologia em Saúde.  Além de pesquisar, desenvolver e produzir medicamentos essenciais para a população brasileira, o Instituto se destaca ainda na luta pela redução de custos de medicamentos, permitindo a ampliação ao acesso de mais pessoas aos programas de saúde pública.

Pesquisa

A pesquisa de Farmanguinhos exerce papel fundamental na descoberta de novas moléculas, sejam de origem sintética, vegetal ou biotecnológica. O trabalho realizado nos nossos laboratórios conjuga capital intelectual e capacidade tecnológica instalada.

Atualmente, o Instituto conta com 33 projetos de pesquisa distribuídos em nove linhas: câncer, doença de Chagas, esquistossomose, hipertensão, HIV/Aids, inflamações, leishmania, malária, tuberculose.

Nossa pesquisa oferece ainda serviços de bioensaios, métodos analíticos e conta com um biotério, além de atuar no desenvolvimento de medicamentos baseados em nanotecnologia.

Linhas de Pesquisa:

O corpo de pesquisadores de Farmanguinhos trabalha em busca de soluções para doenças de grande relevância para a população brasileira.

Principais linhas de pesquisa da unidade:

– Câncer;
– Doença de Chagas;
– Esquistossomose;
– Hipertensão;
– HIV/Aids;
– Inflamações;
– Leishmania;
– Malária;
– Tuberculose

Conheça mais sobre a pesquisa de Farmanguinhos.

Desenvolvimento Tecnológico

Em total alinhamento às demandas do Governo Federal, Farmanguinhos dedica-se à pesquisa e ao desenvolvimento de medicamentos de alto valor agregado e/ou estratégicos para o Ministério da Saúde. O resultado prático é a garantia à população ao acesso destes medicamentos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao longo dos últimos anos, Farmanguinhos vem firmando um relacionamento importante com empresas privadas, tendo como instrumento as Parcerias de Desenvolvimento Produtivo (PDP), que se mostraram estratégicas do ponto de vista da transferência de tecnologia e know how, permitindo a internalização de medicamentos com alta complexidade tecnológica.

Atualmente, o Instituto mantém acordos de transferência de tecnologia com a Índia, Estados Unidos e países da Europa e da África. Saiba mais.

Produção de Medicamentos

Vinculado ao Ministério da Saúde (MS) do Brasil, o Instituto ocupa posição estratégica como maior laboratório farmacêutico oficial do Poder Executivo Federal e possui capacidade instalada de produção de mais de 2,5 bilhões de unidades de medicamentos por ano.

Dentre os cerca de 33 tipos de medicamentos diferentes que Farmanguinhos tem registrado, o instituto fabrica antibióticos, anti-inflamatórios, anti-infecciosos, antiulcerosos, analgésicos, para doenças endêmicas, como malária e tuberculose, antirretrovirais para tratamento da Aids e hepatites virais. Também produz aqueles para o sistema cardiovascular e o Sistema Nervosos Central.

Se no passado Farmanguinhos atuava com produtos de medicamentos de atenção básica para abastecer políticas de distribuição em massa, atualmente, a unidade da Fiocruz assumiu papel estratégico dentro da Política Nacional de Medicamentos e da Política Industrial, ao se tornar um importante centro de tecnologia e desenvolvimento de medicamentos especializados de alto valor agregado.

Educação

Desde 2008, a unidade oferece os cursos de especialização em Gestão da Inovação em Fitomedicamentos (Fito) e Tecnologias Industriais Farmacêuticas (TIF). As especializações têm o propósito de fornecer informações para que o aluno efetue análise crítica com embasamento para identificar necessidades, planejar, organizar e executar ações e projetos na indústria farmacêutica. Ao longo de dez anos, 197 profissionais concluíram a pós-graduação.

O Mestrado Profissional em Gestão, Pesquisa e Desenvolvimento na Indústria Farmacêutica oferece uma visão sistêmica da Indústria Farmacêutica, desde a concepção do potencial fármaco até a produção e entrega do medicamento à prateleira. Na última avaliação da Capes, o curso recebeu conceito 4, onde o conceito máximo é 5. Criado em 2009, o curso já qualificou 100 mestrandos para o mercado de trabalho.