Download PDF
image_print

Farmanguinhos implementa mais ações sustentáveis para incentivar a redução de resíduos no ecossistema

Equipe do Centro de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental, responsável por implementar e administrar as ações sustentáveis da Unidade

A responsabilidade socioambiental é um dos principais valores do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos / Fiocruz). Além das obrigatoriedades de licenças ambientais para o funcionamento da fábrica, a Unidade, ao longo dos anos, tem implementado diversas ações sustentáveis para preservar o meio ambiente.

O último projeto foi lançado em junho deste ano, em alusão ao Dia do Meio Ambiente. Trata-se do Programa de Sustentabilidade Eco Far, que oferece novas práticas e conta com a participação da força de trabalho. Na ocasião, durante o evento virtual denominado Comece hoje a mudança – Preservar o meio ambiente, foi inaugurada a Estação Eco Far, isto é, um posto de coleta para materiais recicláveis, como metal, vidro, papel e plástico. Ao lado da estação, também estão localizadas bombonas para coletas de óleo de cozinha usado, armazenados em garrafas pets fechadas, e tampas de plástico para doação para o projeto Rio Eco Pets, em parceria com a Coordenação-geral de Infraestrutura dos Campi (Cogic/Fiocruz), além de coletores de material de escrita e de pilhas e baterias. A estação foi criada internamente, com a contribuição de áreas diferentes, reutilizando pallets.

Presente à abertura do evento, o diretor de Farmanguinhos, Jorge Mendonça, reiterou a responsabilidade de produzir de forma racional e sustentável, sem prejuízos ao meio ambiente. “A conscientização sobre o nosso ecossistema é um tema extremamente importante, não só pelo cuidado que devemos ter, como também por estar diretamente ligado à nossa missão e visão. Ampliamos cada vez mais os nossos projetos e, com isso, estamos conseguindo, através de números expressivos, ter uma dimensão da contribuição para a diminuição dos nossos resíduos.  As campanhas para conscientização sobre os nossos usos diários de energia, água e papel também são de suma importância para uma reflexão institucional e para que os profissionais possam estender para suas respectivas residências”, frisou o diretor.

Com grande responsabilidade ambiental, através do seu Centro de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental, Farmanguinhos atua em diversas frentes para o tratamento adequado de todo o resíduo produzido. O Instituto realiza a identificação, segregação, manejo, recebimento e o descarte correto de materiais descartados, classificando-os como perigosos (como pilhas, baterias, lâmpadas e resíduos químicos), não perigosos e recicláveis. Todo o descarte, seja por coletas seletivas, empresas de incineração ou catadores, é monitorado e controlado até o final, para que haja o cumprimento de normativas.

Além disso, no Complexo Tecnológico de Medicamentos, em Jacarepaguá, a Estação de Tratamento de Efluentes trata todo o resíduo líquido da unidade, seja proveniente da fábrica ou dos restaurantes e sanitários, despejando o efluente totalmente limpo no rio Arroio Fundo. É feito um monitoramento deste efluente, antes e depois de tratado, no Centro de Tecnologia Ambiental – laboratório da Unidade, credenciado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) desde 2015. A área analisa por completo as amostras e emite os laudos para que haja um controle de todas as etapas do processo e, com isso, garantir um efluente totalmente tratado. Somente em 2020, foram realizadas 1.678 análises no laboratório.

Profissionais participam da ação de coleta seletiva na nova Estação Eco Far, estendendo a reflexão das práticas sustentáveis além dos portões de Farmanguinhos

Com foco no consumo consciente, Farmanguinhos estimula a reutilização e reciclagem de materiais, reaproveitando pallets, transformando árvores doentes em bolachas de madeira para decorar o campus e bancos sustentáveis, e reforça diariamente em campanhas institucionais a conscientização de repensar, reusar e reduzir.

Além disso, Farmanguinhos é a única autarquia pública a obter o registro da certificação ambiental ISO 14001 e, atualmente, participa de parcerias com a Cogic/Fiocruz e integra a Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P).