Download PDF
image_print

Mesmo em meio à pandemia, o Instituto permanece atendendo às demandas produtivas do Ministério da Saúde e garantindo à população a continuidade dos tratamentos

O Complexo Tecnológico de Medicamentos é uma moderna e versátil estrutura fabril, o que permitiu  ao Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz) produzir mais de 206 milhões de unidades farmacêuticas de diferentes medicamentos e classes terapêuticas no primeiro semestre deste ano. Os produtos foram encaminhados ao Ministério da Saúde para disponibilização no Sistema Único de Saúde (SUS).

Além da rotina de produção, Farmanguinhos internaliza tecnologia de medicamentos provenientes de cooperações. A previsão é de que, no total, sejam entregues mais de 409 milhões de unidades farmacêuticas até o fim deste ano.

Entre os produtos estão os antirretrovirais Lamivudina, Lamivudina+Zidovudina, Tenofovir+Lamivudina, Efavirenz, Atazanavir e Entricitabina+Tenofovir. Foram também produzidos o antimalárico Cloroquina, os tuberculostáticos Isoniazida e o 4×1, assim denominado por reunir em um único comprimido quatro princípios ativos: Isoniazida+Rifampicina+Etambutol+Pirazinamida. A unidade fabricou ainda o antiparkinsoniano Pramipexol, o antiviral Oseltamivir, o imunossupressor Tacrolimo, assim como Praziquantel, para tratamento de esquistossomose, Vitamina A, para suplementação mineral, Cabergolina, indicada para hiperprolactinemia, e o Sevelâmer, para pacientes com Doença Renal Crônica sob diálise.

Absorção de Tecnologia inovadora – Neste período, foi iniciada a produção do Vastarel LP 80mg, indicado para o tratamento de isquemia cardíaca. O medicamento é fruto de um acordo de cooperação técnica com o laboratório francês Servier, o que possibilitou a Farmanguinhos internalizar a tecnologia inovadora de micropellets.

O diretor Jorge Mendonça explica que esta metodologia possibilita a liberação diferenciada do princípio ativo no organismo do paciente.

O sistema de micropellets otimiza a liberação do medicamento de forma prolongada ao longo das 24 horas. Além dos benefícios para os pacientes, essa tecnologia é também importante porque poderemos aplicá-la futuramente em outras formulações de interesse do SUS, destaca.

Compromisso com a saúde pública – Para atender as demandas do Ministério da Saúde e garantir à população a continuidade dos tratamentos, Farmanguinhos tem mantido suas atividades mesmo com a pandemia. Para resguardar a saúde de seus profissionais, a unidade desenvolveu um plano de contingência institucional, implementado em março de 2020, que estabelece orientações e medidas para que as funções possam ser exercidas de forma plena e segura, com a proteção sanitária necessária.

Com toda essa atuação, a instituição reafirma seu compromisso com a saúde pública e reitera o seu caráter estratégico para o sucesso das políticas de assistência farmacêutica do Ministério da Saúde.